DHEAUSA.COM


Français


English


Русский


Español


Português


Deutsch


Italiano


Swedish


Dutch


日本語
 
 
Merchant Services

     
 

Página principal

 
 

Contato

 
 

Termos e condições

 
 

Formulário seguro
de compra

 
 

- - -  Produtos  - - -

 
 

DHEA

 
 

Melatonina

 
 

Symbiotropin

 
 

Meditropin

 
 

Testron SX

 
 

ProDHEA Creme

 
 

Creme de Melatonina

 
 

ProGen Creme

 
 

Glucosamina e Condroitina

 
 

-  Informação  -

 
 

Benefícios de DHEA

 
 

Qualidade

 
 

A história do DHEA

 
 

Comentários dos pacientes

 
 

Testemunhos dos doutores

 
     

 

Função Sexual


Função Sexual / Libido / Disfunção Erétil
O DHEA é convertido em testosterona, que é conhecido por melhorar o libido em homens e mulheres. Isso ajuda explicar porque tantas pessoas relatam aumento de desejo sexual enquanto estão tomando suplementos de DHEA. Porém, pode ter mais sobre
o DHEA na sua função de aumentar desejo e desempenho sexual além de elevar os níveis de testosterona. Sendo que o DHEA aumenta os níveis de todos os hormônios adrenais, ele tem tendência de deixar a pessoa com mais energia, e assim melhora seu bem-estar em geral. O DHEA também melhora a saúde geral, e qualquer coisa que melhorar a saúde física e o bem-estar irá afetar positivamente na saúde sexual.    

Os resultados das pesquisas feitas sobre o DHEA e sua função em disfunção erétil e desempenho sexual variam em homens e em mulheres. Entretanto, outros estudos têm mostrado o DHEA sendo uma terapia muito eficaz para disfunção erétil. Embora existam estudos contraditórios a este respeito, alguns têm mostrado que entre homens sem problemas cardíacos ou sem doenças vasculares, o DHEA tem sido capaz de melhorar a disfunção erétil.

Estudos Clínicos

  • Centro para Função Sexual, Clínica Lahey Northshore, One Essex Center Drive, Peabody, MA 01960, EUA.
    Muita informação está disponível em relação a diminuição de libido em mulheres na menopausa do que em mulheres na
    pré-menopausa. E menos se sabe sobre a deficiência de androgênio em mulheres mais novas. Em uma pesquisa, foram medidos os níveis de testosterona em 12 mulheres na pré-menopausa que relatavam diminuição de libido. Das 12 mulheres, 8 tinham níveis baixos ou imensuráveis de testosterona apesar de terem períodos menstruais. Os hormônios percussores de androgênio, DHEA-S e androstenediona, estavam normal-baixo ou normal-alto. O tratamento com DHEA oral, de 50 a 100 mg por dia, restaurou o desejo sexual em 6 de 8 mulheres, forneceu melhora parcial em uma delas, e não teve nenhum efeito em uma das mulheres. Possível significância e etiologia estão sendo discutidas.

  • Centro para Função, Clínica Lahey Northshore, One Essex Center Drive, Peabody, MA 01960, EUA.
    Um estudo recente tem mostrado que mulheres na pré-menopausa podem ter redução dos níveis de testosterona e ainda ter um ciclo menstrual normal. Sendo que a função ovariana da mulher está normal neste caso, a questão de uma disfunção adrenal causada por uma deficiência de androgênio pode ser considerada. Se isto for verdade, surgiu a questão para saber se o mesmo efeito pode ser observado em mulheres na pós-menopausa. Um estudo foi conduzido com 105 mulheres que relataram redução do desejo sexual durante um período de 6 meses.
    Em testes posteriores, 74 das mulheres (70%) tiveram redução do total de testosterona, testosterona livre e de DHEA-S. Trinta e seis destas mulheres estavam na pré-menopausa (entre 24 a 50 anos de idade) e 38 estavam na pós-menopausa (entre 47 a 78 anos de idade). Todos os níveis de androgênio nas mulheres estavam mais baixos do que encontrado nos grupos de controle de acordo com as suas idades. Os níveis reduzidos de DHEA-S sugerem que há defeito na esteroidogênese adrenal, que foi encontrado em ambos os grupos de mulheres na pré-menopausa e na pós-menopausa.  

  • Departamento de Psiquiatria e de Ciências do Comportamento, Universidade de Washington, Seattle, Washington.
    O declínio do DHEA relacionado à idade levou a uma pesquisa experimental sobre a sua substituição em mulheres.
    Apesar de não ter relação com a função sexual em mulheres saudáveis, a reposição com DHEA tem o potencial de afetar positivamente a resposta sexual. Para investigar os efeitos do DHEA, uma pesquisa duplo-cega e aleatória foi feita com 16 mulheres na pós-menopausa com funções sexuais normais. Elas tomaram 300 mg de DHEA oralmente, ou placebo, 60 minutos antes de assistir um segmento de um vídeo erótico. O nível de DHEA-S no sangue, respostas sexuais fisiológicas e subjetivas e repostas afetivas foram medidas após segmentos do vídeo erótico e de um vídeo neutro. A concentração de DHEA-S aumentou nas 16 mulheres de 2 a 5 vezes após a administração de DHEA.A avaliação subjetiva entre as condições com DHEA e placebo mostrou um aumento significativamente maior da excitação sexual mental (p < 0.016) e física (p < 0.036) em resposta do vídeo erótico com a dosagem de DHEA versus com placebo. Houve também aumento dos efeitos positivos com utilização do vídeo erótico e com DHEA. A amplitude do pulso vaginal (VPA) e o volume do sangue vaginal (VBV) demonstraram um aumento significante (p < 0.001) entre os segmentos neutros e do filme erótico nas duas condições apresentadas (DHEA e placebo), porém, não houve diferenciação nas condições das drogas. Concluindo o aumento mental e físico na excitação sexual aumentou significativamente a resposta com uma dose aguda de DHEA em mulheres na pós-menopausa.

 

 




  Copyright 2001- 2017 © DHEAUSA.COM   All rights reserved.