DHEAUSA.COM


Français


English


Русский


Español


Português


Deutsch


Italiano


Swedish


Dutch


日本語
 
 
Merchant Services

     
 

Página principal

 
 

Contato

 
 

Termos e condições

 
 

Formulário seguro
de compra

 
 

- - -  Produtos  - - -

 
 

DHEA

 
 

Melatonina

 
 

Symbiotropin

 
 

Meditropin

 
 

Testron SX

 
 

ProDHEA Creme

 
 

Creme de Melatonina

 
 

ProGen Creme

 
 

Glucosamina e Condroitina

 
 

-  Informação  -

 
 

Benefícios de DHEA

 
 

Qualidade

 
 

A história do DHEA

 
 

Comentários dos pacientes

 
 

Testemunhos dos doutores

 
     

 

Esquizofrenia


Sugere-se que a esquizofrenia pode ser causada pela baixa disponibilidade do hormônio adrenal, DHEA, hormônio pineal e melatonina durante fase crítica do desenvolvimento cerebral. A redução do DHEA diminui o crescimento e desenvolvimento dos hemisférios cerebrais. Mais tarde na vida, eventos ocorrem que reduz a disponibilidade do DHEA, além do DHEA já diminuir; isso reduz a função das áreas menos desenvolvidas do cérebro e produz esquizofrenia. Este padrão tem sido notado no passado, mas está explicação é uma teoria inteiramente nova.

A esquizofrenia ocorre quando há diminuição na disponibilidade do DHEA durante o final da adolescência ou no início dos 20 anos de idade. Sendo que a melatonina reduzida produz menos receptores para o DHEA, qualquer coisa que diminuirá fornecimentos limitados do DHEA nas pessoas com esquizofrenia irá drasticamente reduzir os efeitos positivos no cérebro. O DHEA estimula o metabolismo, especialmente no cérebro. Isto é mais pronunciado nas áreas frontais no cérebro dos esquizofrênicos, que são conhecidos por exibir um metabolismo frontal reduzido.

Pesquisas primárias relatam que o suplemento de DHEA é benéfico na administração dos sintomas negativos, depressivos e de ansiedade da esquizofrenia. Alguns dos efeitos colaterais causados pelas drogas prescritas para tratar da esquizofrenia também podem ser aliviados com a utilização do DHEA.  

Estudos Clínicos

  • Em 1965, Lairy e seus pesquisadores notaram escassez na fase 4 (S4) do sono em pacientes esquizofrênicos delirantes. Em uma pesquisa mais sistemática, o Caldwell e Domino demonstraram uma redução de 50% de média no sono S4 em 25 pacientes esquizofrênicos sem ser medicados, comparado com 10 estudantes de medicina como grupo de controle.
    Esses achados têm sido repetidamente confirmados em ambos pacientes
    com esquizofrenia aguda e crônica com controle preciso sobre idade e algum controle sobre hospitalização.
     

  • Indivíduos que contêm baixo nível de DHEA devem utilizar drogas que aumentam o DHEA. Esquizofrênicos são mais propensos a ter um nível mais baixo de DHEA. Sabe-se que a nicotina aumenta significantemente a forma reserve de DHEA, DHEA-S. O DHEA é adquirido do DHEAS. Tabagismo foi medido em todos pacientes (total de 360) internados em um hospital público e foi comparado em relação ao sexo e o diagnóstico de esquizofrenia versus não esquizofrenia.
    A freqüência total de fumantes foi de 79% (284 pacientes). Pacientes homens esquizofrênicos tiveram a maior freqüência de fumantes, seguido dos pacientes homens não esquizofrênicos, mulheres esquizofrênicas e depois mulheres não esquizofrênicas. Após a correção de outras variáveis, a esquizofrenia parece aumentar o risco de ser ambos fumantes e extremamente fumantes. Foi encontrado que pacientes esquizofrênico que fumam, adquiriram a doença em uma idade mais nova do que aqueles pacientes com esquizofrenia que não fumam.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 




  Copyright 2001- 2017 © DHEAUSA.COM   All rights reserved.